Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

09.05.19

Euro desigualdades

Dylan
Ultimamente temos sido bombardeados acerca da importância dos cidadãos votarem nas eleições europeias de Maio. No entanto, seria bom lembrar que um salário de um eurodeputado pode chegar aos 20 mil euros mensais, devido a ajudas de custo, podendo atingir perto de 1,4 milhões de euros em cinco anos de mandato! É imoral este tipo de rendimentos que se praticam no Parlamento Europeu quando comparados com as desigualdades socioeconómicas entre os países ricos do Norte e os países (...)
30.01.15

Trânsito de oportunistas

Dylan
Mesmo que seja uma norma da Comissão Europeia para reduzir as emissões de poluentes, é uma escandalosa discriminação o acto da Câmara Municipal em proibir os automóveis anteriores a 2000 de circular no centro da capital a determinadas horas e em dias úteis. Milhares de pessoas que sempre (...)
21.02.14

O pesadelo

Dylan
  Sonhei com o Terreiro do Paço a ferro e fogo, inundado por milhares de pessoas indignadas pela limitação do direito de manifestação, pelo aumento da pobreza e corrupção no país. Daí ao confronto com a polícia é um ápice, numa espiral crescente de violência e ódio instigado por facções anárquicas, nacionalistas, europeístas, por apoiantes anti e pró troika ou simplesmente (...)
22.03.13

A lição de Chipre

Dylan
    A tentativa de confiscar sob a forma de imposto todos os depósitos bancários efectuados no Chipre, vem demonstrar a falta de escrúpulos de alguns senhores da União Europeia. A partir de agora nada será como dantes, essa virtualidade não sairá do pensamento dos cidadãos europeus. Talvez não adiante poupar, talvez seja o momento de saborear a vida, castigar os bancos por toda a (...)