Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

24.05.20

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades (II)

Dylan
Fiquei emocionado com tanto altruísmo de uma chusma de gente que decidiu que as férias dos portugueses devem ser passadas no próprio país, uma espécie de "vá para fora cá dentro" pelos destinos de campo e territórios de baixa densidade para ajudar a economia e combater o desemprego. São os mesmos que antes da pandemia preferem colocar fotos nas redes sociais de remotas praias azuis turquesa em vez de decrépitas aldeias transmontanas que sofrem há muito tempo com a (...)
29.06.18

Para o Sado nunca mais

Dylan
    Confesso que estava com grande curiosidade em ver a renovação urbanística de Tróia depois da demolição das torres do antigo complexo da Torralta. Afinal surgiram outros mamarrachos, mais modernos, em forma de prédios e hotéis, bunkers para ricos, colados a uma reserva natural, e praias que outrora eram públicas passaram a ser vedadas. Os preços na economia local dispararam, o estacionamento é insuficiente, obrigando os visitantes a deixarem as suas viaturas em parques (...)
17.06.11

A Pena dá pena

Dylan
    Fui à aldeia da Pena, lá para os lados da fronteira entre os concelhos de São Pedro do Sul e Arouca - o fim do Mundo onde o morto matou o vivo! A Pena dá pena, não teve a sorte da homónima de Góis, pois não pertence às Aldeias do Xisto de Portugal. Só pode contar com a ajuda divina de São Macário pois o poder camarário e político já a abandonou há muito tempo. Suja e escura como a lousa que a cobre, com (...)