Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

24.12.20

De arrasar

Dylan
Creio que o estado de graça de Jorge Jesus como treinador do Benfica terminou, aliás, nunca verdadeiramente começou apesar de prometer "jogar o triplo" e de "arrasar", depois desta derrota na Supertaça Cândido de Oliveira. D'Arrasar era uma banda chunga dos anos 90, curiosamente com a mesma falta de qualidade deste grupo de atletas encarnados pagos a peso de ouro, pois aquilo que temos assistido é um arraso nas contas do clube, com gastos de quase 100 milhões no mercado para (...)
16.11.20

Eleitores pela verdade

Dylan
As eleições para a presidência do Benfica parecem as eleições para a presidência dos EUA, os derrotados pedem a recontagem dos votos por "falta de transparência e democracia", mesmo tendo sido actos eleitorais bastante concorridos. Eu acho que há votos ilegais, principalmente os electrónicos, onde já se viu, pessoas a votarem em papel depois da 1h da manhã em filas intermináveis e após o fecho das urnas! Vá lá que ninguém se lembrou de parar a contagem dos votos em pleno (...)
22.07.20

O regresso do Messias

Dylan
No futebol, como em qualquer outra profissão, jamais devia aceitar-se o regresso de alguém que cuspiu no prato onde comeu. Com a vinda do Messias Jorge Jesus e a consequente explosão de sentimentos contraditórios, os benfiquistas devem abrir uma excepção e pedir aconselhamento psicológico no programa televisivo do Dr. Phil. Este treinador competente, além de ter carisma e pensar o futebol 24 horas, representa o que é ser português, a nostalgia, o sebastianismo, a vaidade, a (...)
10.02.20

Regresso ao passado

Dylan
  Não está em causa a justa vitória do FC Porto no último clássico frente ao Benfica, mas o recente jogo entre estas equipas fez-me regressar ao passado, à década de noventa. Não houve guarda Abel mas houve Paulinho Santos a partir dentes e maxilares, não houve creolina no balneário mas houve a intimidação habitual: arremesso de bolas de golfe para o relvado, foguetes lançados na noite anterior junto ao Hotel onde pernoitava o Benfica, vandalização das suas casas e uma (...)
06.11.19

A lajeficação do Benfica

Dylan
Os benfiquistas já começam a ficar fartos das opções técnicas tomadas por Bruno Lage contra equipas europeias. É hora do treinador mudar de canal e em vez de ver os "Super Wings" começar a ver "Os Vingadores", da Marvel. Se a nível nacional os miúdos do Canal Panda vão salvando a temporada porque falta competitividade ao campeonato, lá fora não há desenho animado nem missão de equipa que os salve. Porque esta "lajeficação" do Benfica, esta mania de sepultar as ambições (...)
20.05.19

A fórmula do sucesso

Dylan
    O 37º Campeonato Nacional de futebol conquistado pelo Benfica não é só mais um título, é uma equação matemática que envolve o nome de Bruno Lage e os adeptos, sócios e simpatizantes. O treinador trouxe uma lufada de ar fresco ao desporto com um discurso divertido e inovador, mostrando que existem coisas mais importantes na vida do que o futebol. Apostando em sangue jovem da "academia do Seixal", na "geração de 1999", faz a melhor segunda volta de sempre recuperando (...)
03.01.19

De que o Benfica não precisa

Dylan
Não tenho solução para a crise do Benfica, creio que passará pela dispensa do treinador, senão deixo isso para os especialistas da Internet, mas sei aquilo que o Benfica não deve fazer para voltar a ser campeão. Não deve contratar um treinador arruaceiro, que insulta os colegas de profissão, os árbitros, pois sabe que o máximo que lhe pode acontecer é ser punido com uma ridícula multa. Não deve colocar um papagaio na televisão do clube acusando os outros de fazerem aquilo (...)
05.11.18

Quem dá o que tem a mais não é obrigado

Dylan
    Pode não ter a astúcia de Trapattoni, o benfiquismo de Toni e a classe de Eriksson, mas Rui Vitória será sempre um senhor. Há um provérbio que diz que "quem dá o que tem, a mais não é obrigado", pois foi isto que o abnegado ribatejano sempre fez. Enxovalhado pelos treinadores dos rivais, pela comunicação social, por alguns adeptos que o apelidavam de "professor de ginástica" e pela pressão de treinar um gigante como o Benfica, respondeu com vitórias: 2 Campeonatos (...)
05.09.18

Não passarão!

Dylan
  Continua a sanha persecutória à maior instituição desportiva em Portugal, depois da fraterna reunião entre os directores de comunicação de FCP e Sporting, em Lisboa, no ano passado. Querem interditar o Estádio da Luz só porque as claques do clube não estão legalizadas, quando sabemos que apenas 10% dos membros das ditas são registados, não lhes sendo exigido registo criminal! Não há memória de punições aplicadas a outros clubes quando esses "legalizados" decidem (...)
16.04.18

Enxurrada de Abril

Dylan
    O possível pentacampeonato do Benfica acabou por perder-se nas enxurradas de Abril. Depois do início de época desastroso, de mau planeamento desportivo por parte da Direcção -  que fez com que a equipa estivesse dependente do rendimento de um jogador com 34 anos - e de más opções técnicas, ainda assistimos ao vergonhoso pacto entre os directores de comunicação de FC Porto e Sporting, onde um beneficia das sobras que o outro deixar.  De seguida, correspondência (...)