Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

23.07.19

Terra maldita

Dylan
O Centro de Portugal continua a ser uma terra maldita, o outrora Pinhal Interior está reduzido a cinzas fustigado por incêndios ano após ano. Dizem que estas tragédias acontecem pelas terras estarem despovoadas, pela falta de limpeza da floresta pejada de eucaliptos e pinheiros. No entanto, às vezes parece que o teatro de operações transforma-se numa fogueira de vaidades e patentes onde toda a gente anda descoordenada. Mesmo procedendo à gestão de combustível prevista na lei e (...)
07.06.18

Nunca mais

Dylan
    Quase um ano depois daquele maldito 17 de Junho, em Pedrógão Grande, importa trabalhar para que a tragédia não volte a acontecer, mas que não sejam palavras ocas como os fogos que se seguiram, em Outubro, na região Centro, trataram de comprovar. Nunca mais transformem as populações em Protecção Civil, enfrentando os fogos, nem convertam comandantes de bombeiros em arguidos suspeitos de homicídio por negligência. Nunca mais digam que a culpa foi da descarga eléctrica, (...)
16.10.17

Inferno de Outubro

Dylan
    Quatro meses após os catastróficos incêndios de Pedrógão Grande pensou-se que o inferno não ousaria voltar, puro engano, o mesmo regressou em Outubro e espalhou-se pelo norte e centro do país. Por muito que se goste deste Governo, algo está a falhar quando são as populações que se transformam em Protecção Civil, abandonadas e enfrentando os fogos. Num (...)
25.03.09

Fartos de futebol

Dylan
Enquanto o nosso maior tesouro, o Parque Nacional da Peneda-Gerês, ardeu nos últimos dias mais do que durante todo o ano de 2008, o País continua a acompanhar a saga histérica acerca do futebol e das penalidades duvidosas. Como não bastasse, até títulos "honoris causa" são atribuídos aos futeboleiros interrompendo emissões televisivas para colocação em directo da respectiva entronização! O País, como a floresta, vai ardendo nesta fogueira de vaidades e não vai (...)