Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

30.12.09

Sensibilidade e bom senso

Dylan
  Nem quero imaginar pelo que estão a passar os clientes do BPP, sem acesso às suas contas desde 2008. No entanto, convém distinguir aqueles que se dirigiram ao banco para fazer um simples depósito a prazo - sendo enganados pelo engodo das taxas de juro elevadas -, e outros clientes que fizeram "aplicações de capital garantido", com o respectivo risco daí inerente. Enquanto que no primeiro caso o Estado protege os cidadãos através do Fundo de Garantia de Depósitos, (...)
09.02.09

O espelho do País

Dylan
O futebol continua a ser o espelho do País: desacreditado e à beira da ruptura. Adensa-se a suspeição sobre a arbitragem e o constante falsear de resultados. Foi disso exemplo o último encontro disputado pelo Benfica na cidade do Porto. Uma grande penalidade inexistente que possibilitou a igualdade no marcador à equipa nortenha. Sei que o erro faz parte da condição humana, mas como entender que o árbitro, a 2 metros de um lance, com toda a sua experiência, assinale o que lhe (...)
05.09.08

Uma pérola Argentina

Dylan
"Europa, sigue Hill, sufre especialmente en sus Ligas menores (cita a Macedonia, Belarús, Ucrania, Rumania, Lituania, Turquía y Grecia entre las más corruptas y a chinos comprando clubes en Bélgica y Finlandia). Y tampoco el Primer Mundo queda a salvo. Hill, que no estudia el caso sudamericano, recuerda la historia sucia de la Premier League y cita al monje negro italiano Luciano Moggi y al francés Bernard Tapie, todos ellos desnudados en comprometedoras conversaciones telefónicas.
25.07.08

Pensamentos de Michel Platini

Dylan
Michel Platini manifestou o seu desagrado pela participação do F.C. Porto na edição da Liga dos Campeões 2008/2009, face ao processo disciplinar de que o clube foi alvo. Em entrevista ao diário desportivo espanhol Mundo Deportivo, o presidente da UEFA garantiu que a corrupção não ficará impune.   "Não estou satisfeito com a sua inclusão na Liga dos Campeões. Digo-o sem reservas. Durante o meu mandato, a UEFA vai lutar contra a corrupção", criticou Platini.