Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

17.08.14

O novo país

Dylan
  Eu não quero um novo banco gerado por obra e graça do espírito santo, eu quero novos gestores bancários, honestos e menos gananciosos. Eu anseio por novos políticos, transparentes, novos cidadãos, críticos, bem informados e exigentes. Eu sonho com um novo rumo que altere a vida miserável de muitos portugueses, enfim, eu quero um novo país, com uma (...)
21.02.14

O pesadelo

Dylan
  Sonhei com o Terreiro do Paço a ferro e fogo, inundado por milhares de pessoas indignadas pela limitação do direito de manifestação, pelo aumento da pobreza e corrupção no país. Daí ao confronto com a polícia é um ápice, numa espiral crescente de violência e ódio instigado por facções anárquicas, nacionalistas, europeístas, por apoiantes anti e pró troika ou simplesmente (...)
29.01.14

Capas negras da vergonha

Dylan
  A infeliz tragédia do Meco veio reavivar a discussão sobre as praxes. Mais importante do que debater se esses rituais sobre os caloiros são necessários, é apontar a dedo os fanáticos vingativos que foram humilhados no passado, os veteranos autoritários, as autoridades académicas, a praga de prevaricadores que vem distorcendo o modelo coimbrão. Responsabilize-se as reitorias, os órgãos (...)
15.07.13

O sonho

Dylan
Sonhei que o povo que adora futebol e novelas tinha-se revoltado, insurgido nas ruas contra a corrupção que grassa no país e abrange todos os sectores de actividade. Aproveitando a cobertura mediática da realização de eventos desportivos, o povo critica o despesismo do uso de dinheiros públicos na construção de estádios e pavilhões, futuros elefantes brancos. Contra os banqueiros que (...)