Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

Sab | 06.05.17

Não te afundes com a baleia

Dylan

baleia.jpg

 

No meu tempo, o jogo da baleia azul era judiar a gorduchinha da sala de aula que se vestia daquela cor. Palavras como o suicídio juvenil e auto mutilação soavam estranho, pois tínhamos o MacGyver que nos desenrascava de qualquer missão, o Crockett e o Tubbs que nos impediam de ter algum vício tóxico e a esquadra de Hill Street para nos proteger de qualquer experimentação. Os pais reuniam a família para verem o humor anti-depressivo do Herman e participavam na construção da nossa identidade. Havia música inspiradora, o ioiô, havia Allo Allo, o estabilizador do humor, dois adoráveis ET´s que vieram elevar a auto-estima de todos, e, imagine-se, até um Barco do Amor. Apesar dos problemas próprios da adolescência, do maldito acne, dos conflitos com gerações mais velhas, elas queriam ser o Modelo, eles o Detective, que nos dava jeito no mundo actual onde o lixo se propaga online, nas redes sociais, na televisão e ataca jovens fragilizados.