Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

03.03.19

Falta de cultura desportiva

Dylan
Havia muito para dizer em relação ao último FC Porto - Benfica mas não posso deixar passar em claro o clima de intimidação que se continua a verificar sempre que o Benfica visita a cidade do Porto. Desde foguetes e petardos que rebentam junto ao hotel do Benfica antes do jogo até ao apedrejamento do autocarro, a cidade Património Mundial continua a ser um mundo à parte que assusta turistas pois ninguém é identificado e responsabilizado pelas autoridades devido a estes crimes. A (...)
27.02.19

Sem vergonha

Dylan
  Ultimamente, o ex-presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, desdobra-se em entrevistas e acções de propaganda que visam o seu novo livro,  uma tentativa de remover as nódoas da sua gestão. Fazendo o tradicional papel de vítima, um incompreendido e eterno injustiçado, faz lembrar aquele soldado desalinhado que julga estar a marchar bem num pelotão, ao contrário de todos os outros que estão em sintonia. Escrito sem filtro mas com muita sem vergonha pois lembro-me dos cinco (...)
18.02.19

A violência contra as mulheres

Dylan
Fiquei escandalizado com o resultado do Estudo Nacional sobre a Violência no Namoro que revela que 67% de jovens considera como natural alguns comportamentos de violência, e 58% que namoram ou namoraram sofreram pelo menos uma forma de violência por parte de actual ou ex-companheiro/a. Se houvesse um pouco mais de amor próprio nestes jovens, se esses sinais de violência psicológica ou física fossem cortados logo à nascença, no namoro, talvez não se chegasse a tão grande (...)
13.02.19

A tragicomédia venezuelana

Dylan
  O filósofo espanhol Ortega Y Gasset disse um dia que "ser de esquerda é como ser de direita, uma das maneiras que o homem pode escolher para ser um imbecil". Talvez seja este o ponto de partida para falarmos da situação da Venezuela esquecendo ideologias políticas e a cassete anti-imperialista. Claro que existe a cobiça pelas suas imensas reservas de petróleo por americanos, russos e chineses, mas alguém acha legítimo um governo torturar e silenciar opositores, calar a (...)
08.02.19

Cada macaco no seu galho

Dylan
Quando vi a notícia na televisão, "macaco ameaça em restaurante", pensei que fosse mais uma vitória do partido PAN, onde os símios, à semelhança de outros animais de estimação, já pudessem entrar nesse tipo de estabelecimentos. Afinal foi um primata armado em juiz, engenheiro de fendas na bancada nas horas vagas, alguém que devia estar em Custóias mas sentencia outro cidadão a ir para o Linhó. De facto, perdeu-se um individuo legalizado com tantas capacidades ocultas. Na (...)
05.02.19

Sportinguices

Dylan
  Enquanto for barriga de aluguer de um clube a norte do Douro e essa gestação ocorrer através de um pacto em hotéis de Lisboa,  o Sporting vai ganhar as sobras que o seu parceiro deixar. Enquanto o Sporting tiver um presidente especialista em medicina desportiva mas que nas horas vagas demonstra a sua falta de classe através de entrevistas onde declama ódio ao vizinho da Segunda Circular, esquecendo os problemas que se passam em sua casa, vai continuar mais 17 anos sem ganhar o (...)
30.01.19

Por que não te calas

Dylan
O ministro do Ambiente, exibindo os seus dotes de adivinho, considerou que "quem comprar um carro a gasóleo é muito provável que daqui a quatro ou cinco anos não tenha um valor na sua troca". Nós percebemos a intenção ecológica do governante, a transição para a mobilidade eléctrica, mas é caso para perguntar "por que não te calas ". Uma pessoa com as suas responsabilidades não pode ser alarmista nem apoquentar a economia. Duvido que tenha dado o exemplo em adquirir um (...)
23.01.19

Futebol aVARiado

Dylan
O sistema do videoárbitro parecia ser uma ferramenta útil para credibilizar o futebol, para corrigir decisões erradas em momentos-chave do jogo ou em situações graves que tenham passado despercebidas à equipa de arbitragem. No entanto,  aquilo que vemos em Portugal, nomeadamente no último jogo entre o Benfica e o Porto, é um VAR imprestável, um manual de maus conselhos que ignora lances decisivos e altera a verdade desportiva. Alguém está condicionado, só assim se percebe (...)
21.01.19

Somos Pinto

Dylan
Noutro país civilizado, o cibercrime é severamente punido. Em Portugal, o sabão azul e branco conseguiu transformar um pirata informático num herói, uma mistura de Assange com Snowden, um Robin dos Bosques com um Zé do Telhado. Não consta que o hacker caridoso roubasse aos ricos para dar aos pobres, sabe-se que fez da extorsão a organizações desportivas e da chantagem a instituições financeiras o seu modo de vida. "Somos Pinto", berram os fanáticos da bola, sem quererem saber (...)
17.01.19

Fuga para Vigo

Dylan
  Existe uma música da banda bracarense Mão Morta chamada Budapeste, em que a sua letra descreve a noite promiscua na capital da Hungria. Vinte e tal anos depois vai sair uma nova versão, um pirata informático português elevado à condição de herói, um foragido da justiça que faz do roubo da correspondência privada, da extorsão e chantagem o seu modo de vida! Enquanto se aguarda a extradição do ácaro, perdão, do hacker, desta mente brilhante que nem o curso de História (...)