Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

31.01.21

O Novo Estado

Dylan
    Os quase 500 mil votos que André Ventura recebeu nas últimas eleições presidenciais escandalizou muita gente que considera a extrema-direita uma ameaça à própria democracia, pois é sinónimo de totalitarismo e desprezadora das liberdades individuais. No entanto, quando repetimos pela décima vez o Estado de Emergência, esses cidadãos indignados submetem-se a uma ditadura sanitária que suspende o exercício de direitos, liberdades e garantias.  Ficam confortáveis com a (...)
22.01.21

A variante da desgraça

Dylan
Deve ser caso único, um Governo fechar escolas por causa da pressão de um Presidente da República, de uma comunicação social irracional, de uma sociedade em pânico - mas que já não se importa com os aglomerados nas urnas de voto -, de docentes e pais ansiosos que transmitem medo aos filhos, para reconhecerem que afinal "as escolas não são nem foram o principal foco de transmissão". Já vamos na variante, um novo traçado para a miséria e desgraça que não oferece caminho (...)
11.01.21

Pela coerência, mantenha-se em casa

Dylan
    Um surto de Covid-19 infectou algumas monjas que vivem em celas, sem contactos com o exterior, enclausuradas num mosteiro em Campo Maior. Isto para dizer que um vírus respiratório ultrapassa todas as barreiras, mas mesmo assim estamos dispostos a aceitar um novo confinamento limitador das liberdades que vai trazer depressão, pobreza, desemprego, insolvências, colapsando a economia e sobrecarregando a segurança social, apesar de alguns responsáveis da Organização Mundial de (...)
18.12.20

Comédia sanitária

Dylan
    Ao ver o Subdirector-Geral da Saúde anunciar na televisão uma série de recomendações para a época festiva, nomeadamente transformar a ceia em almoço de Natal, evitar entrar em cozinhas e promover encontros rápidos nas escadas dos prédios ou no quintal, pensei estar diante do verdadeiro mestre da culinária, parafraseando Quim Barreiros, ou mesmo de uma rábula do Gato Fedorento. Tratar pessoas como crianças, como se elas fossem incapazes de compreender a realidade, (...)
15.11.20

A pão e água

Dylan
Primeiro foi dito que a actividade cultural não podia parar, depois fomos incentivados ao consumo natalício para alavancar a economia, mas agora o Governo muda o discurso e manda toda a gente para prisão domiciliária, o que não acontecia desde 1975, uma espécie de castigo  para culpabilizar o mau comportamento dos cidadãos em relação ao contágio do vírus.  Parece cientificamente discutível confinar milhões de pessoas, muitas delas saudáveis, em nome da "defesa da (...)
16.10.20

Stay Away Políticos

Dylan
  O governo esteve razoavelmente bem na primeira onda da pandemia mas agora está a cair no ridículo e a contradizer-se no sentido de obrigar os cidadãos a usarem máscara em todos os espaços públicos - quando essa peça no passado "dava falsa segurança" - medida que não trava o aumento de infectados na Europa, e principalmente com a exigência em forçar as pessoas com telemóvel a instalar a aplicação "Stay Away Covid". Em sete meses, não foram capazes de procurar uma (...)
17.09.20

Pequenos ditadores

Dylan
Alguns presidentes de câmara decidiram ser epidemiologistas e não só recomendam que se use máscara na rua como pedem ao Governo que a torne "obrigatoriedade legal". Estes pequenos ditadores querem emitir as suas próprias regras restritivas sob pretexto de proteger a saúde pública e esquecem-se dos doentes não Covid, não se preocupam em saber se os seus munícipes já têm acesso aos milhões de consultas presenciais que não foram realizadas nos Centros de Saúde locais, aos (...)
06.06.20

Esgotamento físico e mental

Dylan
Um estudo de uma Faculdade e de um Politécnico do Porto concluiu aquilo que já se suspeitava, mais de metade dos profissionais de saúde admitem estar em exaustão física ou psicológica devido ao combate à Covid-19. Estes trabalhadores não beneficiaram do layoff mas sim do "burnout", um aumento dos níveis de stress e ansiedade. Recordemos o cansaço constante que é carregar o país, desde Março, às costas, as contínuas dores lombares e musculares, as dores de cabeça, a (...)
12.04.20

Vá-se lá saber porquê

Dylan
  Em pouco mais de 100 anos de epidemiologia, este vírus pulmonar em forma de uma coroa promete ser aquele que vai inspirar mais medo e causar danos irreparáveis. No entanto, há coisas que mudaram com esta pandemia, afinal sempre era possível baixar os preços dos combustíveis, impedir os trabalhadores dos hiper e supermercados de trabalhar ao Domingo, viver sem arruinar o ambiente e sobreviver sem o futebol. Conclui-se agora que o Serviço Nacional de Saúde é exemplar, os (...)
29.03.20

Agentes provocadores

Dylan
  Quero pedir desculpa mas não concordo com a maioria que acha que as imagens do último Sábado de longas filas de trânsito na Ponte 25 de Abril se deveu à fuga dos lisboetas em direcção ao sol da Caparica e do Algarve por causa do início das férias da Páscoa. É normal a acumulação de automóveis a partir do momento em que a polícia decide cortar a faixa de rodagem e interpela todos os condutores, carro a carro. Lamento que a notícia não tenha referido que a maioria (...)