Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço

olhar.jpg

 

Alguém diga ao treinador do FC Porto para terminar com "este clima de suspeição sobre os jogadores" que tanto o incomoda, tem que dar o exemplo. Num jogo com o Tondela, acusou a  agressividade dos beirões em comparação com a passividade frente ao Benfica. Pode-se também deslocar à Senhora da Hora, no canal do clube, e mandar calar o director de comunicação que lança desconfianças sobre todos os agentes do futebol, acabando por arruinar o próprio negócio. Por outro lado, é ridículo ver o presidente do Sporting sentado na Assembleia da República, na "casa da democracia", quando está farto de atacar a comunicação social, censurando jornais, televisões, rádios, discursando sobre "violência vs valores", quando é o próprio a instigar o ódio, lembrando um incendiário a dar aulas a um bombeiro. Estas personagens são como o ditado: olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço.

Quem tem medo da Rússia

Bandeira Rússia.jpg

 

Apesar de ainda não haver provas da tentativa de assassinato por parte do Kremlin de um antigo espião russo, esta história remete-nos para espisódios que aconteceram com personagens como Litvinenko, Anna Politkovskaia e Nemtsov. A Europa estava adormecida, assistiu passivamente à invasão da Geórgia, à anexação da Crimeia, ao retalhamento da Ucrânia e à fragmentação da Moldávia. Foi preciso um "ataque com arma química em solo europeu" para se perceber o que é a Rússia: um paraíso do cibercrime com uma economia estagnada que vive à base da exportação do gás e do petróleo, uma nação desejosa de ressuscitar o imperialismo, o mito soviético e o saudosismo da Guerra Fria, gostando de ameaçar militarmente os mais fracos. Agradeçamos então ao autoritário Putin por ter unido a velha Europa que tanto tenta dividir, no acto corajoso de expulsar diplomatas russos e mostrar que existem países que não têm medo da Rússia.

Polícias da moda

Vargas - Estado Novo.jpg

 

Um hospital de Cascais aprovou um regulamento da unidade que proíbe tatuagens, perfumes, botas, sais curtas, piercings, jóias, e obriga camisa abotoada ao nível do peito bem como rabo de cavalo para quem tiver cabelo abaixo dos ombros. Estes gestores enganaram-se na profissão, deviam ser polícias da moda, herdeiros do Estado Novo, obrigando os portugueses a usar o branco e o preto. Não sabem que o vestir é uma forma de expressão do individuo, da imagem, de identidade pessoal, de divulgação do pensamento, protegida pela Constituição portuguesa. Para haver serviço público de qualidade não é necessário censuras mas sim bom senso e competência entre todos os intervenientes. 

Marrem nas sebentas e nos livros

 

 

Quero felicitar a Associação Académica de Coimbra (AAC) por opor-se à realização da garraiada na Queima das Fitas, indo de encontro à maioria dos estudantes que votaram em referendo o seu fim, e contra a prepotência de meia dúzia que fazem parte do Conselho de Veteranos, uns tipos que falam em latim e demoram dezenas de anos a concluir um curso. A garraiada académica é basicamente uma manifestação de coragem de machos e fêmeas alfa que, a coberto da famosa "tradição",  toureiam um novilho bebé e praticam actos sádicos sobre o animal. Já era tempo das Universidades e Politécnicos demonstrarem que a tauromaquia não tem lugar dentro das suas casas educacionais, dentro do ambiente e ética académica. Marrem sim nas sebentas, façam pegas nos livros e lidem com os apontamentos das aulas para serem melhores cidadãos.

#Coimbra #QueimaDasFarpas #QueimaDasFitas #garraiada #abolição#tauromaquia

Justiça cega como uma toupeira

toupeira.jpg

 

 

Um dos crimes imputados aos arguidos da operação "e-toupeira" é o de violação do segredo de justiça, crime punido com pena de prisão até 2 anos. Não deixa de ser irónico que seja o sistema judicial, que nunca se dignou punir quem viola sistematicamente o segredo de justiça, só agora vir condenar tal crime, pois continuam a existir toupeiras de ouvido aguçado, escavando galerias que vão desde as redacções de jornais aos poderes judiciais. Um outro crime imputado aos arguidos foi o de acesso ilegítimo. É precisamente aquilo que tem feito o director de comunicação portista no canal do seu clube, dando a conhecer segredos comerciais e dados confidenciais, protegidos por lei. Têm razão aqueles que dizem que a "justiça é cega", ela é de facto parcial e cega como uma toupeira!  

 

 

A irmandade do sangue

miseria.jpg

Sem querer lavar as nódoas de sangue que os EUA têm deixado no Médio Oriente, penso que neste momento a Rússia é o grande executor de cidadãos sírios, juntamente com o carrasco Assad. Há muito que Putin tem tiques de imperialismo e mostrar que é forte com os fracos. Invadiu a Geórgia, anexou a  Crimeia, retalhou o leste da Ucrânia, fragmentou a Moldávia e agora gaba-se de apresentar "armas invencíveis". Junte-se a estes figurões Erdogan, que tem trucidado os curdos,  e achamos a irmandade do sangue. O mundo e a Síria estava tão bem sem estas personagens odiosas que directa e indirectamente mataram em média uma criança por hora este ano na guerra!

Especuladores do espaço público

parqui.jpg

 

Afinal descobriram que a profissão mais antiga do mundo é cozinheiro e não aquela que estão a pensar...Pois eu acho que a segunda mais antiga do mundo é aquela que visa explorar o cidadão. É assim que surgem as empresas de estacionamento automóvel pago, os parquímetros que especulam a rua, o espaço público de todos nós. Este proxenetismo dos tempos modernos está-se a tornar insuportável na cidade do Porto, pois chegamos ao ponto em que estacionar o carro na rua sai mais caro do que estacionar numa garagem de recolha. A situação promete piorar pois pretendem cobrar o estacionamento ao sábado e alargar o abuso à Zona Industrial da cidade. Está visto que a privatização do estacionamento na via pública, decidida por este Presidente da Câmara, é preferível para encher os cofres da autarquia do que servir os interesses dos munícipes que o elegeram, dos que vivem na cidade e os restantes que para aqui vêm trabalhar. 

 

Se quiserem reclamar acerca desta situação façam-no para: pelouros.tfpc@cm-porto.pt

Seja bem-vindo se vier por bem

rio.jpg

O PSD atravessa a fase mais crítica da sua existência e Rui Rio tem uma tarefa mais complicada do que aquela que o levou a ser o autarca que mais tempo presidiu à Câmara Municipal do Porto. O monte negro da oposição interna, o ressentimento portista dos pseudo notáveis da cidade e a relação com um governo que foi de brutal austeridade prometem travar o caudal do rio. Sabemos que a herança é pesada mas seja bem-vindo se vier por bem, se decidir afastar o espectro cavaquista e os tiques de bandeira da lapela. Que valorize o interior como prometeu e recupere a social democracia de Sá Carneiro, pois todos temos a ganhar com uma oposição forte. 

Golpe de estádio

cepo.jpg

Primeiro, a chantagem de que ameaçava demitir-se se os estatutos do clube e regulamento disciplinar não fossem aprovados, depois, a transformação da Assembleia-Geral num lavadouro público, enxaguando roupa suja, visando antigos dirigentes, antigos treinadores e sócios. No fim, Bruno de Carvalho saiu vencedor, tinha conseguido implantar uma ditadura moderna através de um golpe de estado no reino de Alvalade. O caudilho é assim, julga-se o salvador leonino e permite uma certa oposição, desde que controlada. Não existe melhor propaganda e manipulação colectiva do que censurar jornais, televisões, rádios e plataformas digitais, aquele totalitarismo que visa condicionar aspectos de vida e comportamentos dos cidadãos. Nem falta a polícia política: os adeptos incentivados pelo ódio que insultam e intimidam jornalistas. Será que a democracia portuguesa não pode acusar criminalmente estes irresponsáveis que estragam o desporto?      

Junta-se a fome à vontade de comer

CENTE.jpg

A nove meses do fim do mandato da Procuradora-Geral da República, o Ministério Público decidiu oferecer um repasto inesquecível. Juntou-se então a fome de títulos dos anti-benfiquistas à vontade de comer da direita portuguesa, desejosa de dividir a "gerigonça" governamental. Assim surgiu o caso Mário Centeno, maldosamente inquirido por alegadamente ter trocado bilhetes para ver o Benfica por uma isenção fiscal de IMI. Na boda, ainda estiveram presentes jornalistas justiceiros travestidos de magistrados, manipuladores, vasculhadores da vida alheia, devassadores e pessoas que tendo contacto com processos judiciais, ilegitimamente dão conhecimento de elementos a eles pertencentes. Em Estrasburgo, o Eurogrupo não ficou contente com o enxovalhamento mediático do seu presidente, em Portugal, o cidadão ficou desgostoso com os desnecessários gastos do banquete e pergunta-se o que é feito do rigor do Ministério Público para com o "caso dos submarinos", da Tecnoforma, com as contas obscuras de determinados partidos ou para quem não faz nada para prevenir a violência doméstica sobre a mulher. 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D