Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

Dom | 16.06.13

O maior humanista português

Dylan



Por ocasião da chegada a Cabanas de Viriato de familiares de sobreviventes da Segunda Guerra Mundial, salvos graças aos vistos do diplomata Aristides de Sousa Mendes - o maior humanista português, é bom relembrar o passado de um homem que deveria figurar em todos os compêndios escolares. Desafiando o regime salazarista, salvou da morte milhares de refugiados, sobretudo judeus, através da concessão de vistos quando era cônsul de Portugal em Bordéus. Isto custou-lhe a carreira e vida familiar, sobrevivendo graças à solidariedade e acabando na miséria. Foi tardiamente reconhecido pelo Estado português, ao contrário do povo israelita que prestou-lhe homenagem em diversas ocasiões. Não obstante o heroísmo deste diplomata, e o esforço de algumas entidades, a sua antiga casa continua em ruínas aguardando a sua transformação em museu. Não seria digno a sua urgente restauração para preservação da memória de quem dignificou tanto o povo português?

 

 

 

 

 

N. B. - Parte deste texto foi modificado e publicado originalmente em vários locais por mim, em Novembro de 2008, por ocasião do 60º aniversário da assinatura da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.