Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

Qui | 02.12.10

Resultados da Cimeira da NATO

Dylan

 

A Cimeira da NATO, em Lisboa, consolidou o peso de Obama na política internacional e calou aqueles que criticaram o facto de lhe ter sido atribuído o Nobel da Paz em 2009. Pode não ter ainda no plano interno o prestígio de outros grandes presidentes norte-americanos como provam as recentes derrotas eleitorais, sendo alvo de alguma contestação, mas continua a marcar pontos em terreno europeu. Desde logo, limitando o tempo de intervenção no Afeganistão, como já tinha acontecido no Iraque, sentando à mesma mesa afegãos, russos - apagando ressentimentos da Guerra Fria -  e virando agulhas para Oriente estabelecendo uma aproximação à China. A maior potência mundial tem um diplomata à sua altura enquanto Portugal continua a ser um exemplo de hospitalidade e competência organizativa quando assim o quer.

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Kássia Kiss

    08.12.10

    Os mulatos sempre foram considerados ao nível dos pretos.
  • Sem imagem de perfil

    FireHead

    10.12.10

    É por isso que eu dou muito mais valor a um mulato sincero que diga que não é preto. Mulato é mistura de branco com preto, do mesmo modo que um mestiço resultante dum cruzamento das raças amarela e branca não pode ser considerado nem branco nem amarelo. Um mestiço é um mestiço e um mulato não deixa de ser mestiço.
  • Sem imagem de perfil

    Kássia Kiss

    13.12.10

    No entanto, não concordo consigo quando diz "é que os pretos gostam muito de dizer que os mulatos também são pretos". Foram os brancos que tiveram a "ideia" de chamar pretos aos mulatos, não os pretos, numa altura em que qualquer mistura era inaceitável. Para os colonialistas (brancos!) qualquer pessoa que não fosse 100% branca já era preta (ou amarela, ou vermelha).

    "Uma raça que não contribuiu em nada para o desenvolvimento do mundo..." - O mundo como o conhecemos talvez não seja tão desenvolvido como pensamos. Mas, mesmo considerando este mundo desenvolvido, é preciso não esquecer que a Humanidade começou em África. Somos todos descendentes dos povos africanos, ou seja, afinal, somos todos mulatos!
  • Sem imagem de perfil

    FireHead

    14.12.10

    De facto de acordo com a Antropologia, a origem do Homem terá sido em África, mas não é unânime que o preto tenha sido a primeira raça humana. Aliás, a evolução do Homem tal como nós conhecemos segundo a História (e também a Antropologia) não faz menção às raças, mas sim à espécie humana enquanto tal, e mesmo assim também não é 100% certo que o homem veio duma evolução, mas não vou entrar nesse campo. E se repararmos bem, a África não é só dos pretos. Acima do deserto do Saara é considerada "África Branca". Acredito que as raças tenham surgido por capricho dos diferentes tipos de clima onde diferentes povos humanos se fixaram (o branco por causa do frio e o preto por causa do calor... não é por acaso que os pretos têm mais melanina na pele, o que lhes permite proteger-se melhor do sol que nós).
    Os brancos foram racistas no passado, é um facto. Foi o povo que escravizou (mas, curiosamente, não foram os primeiros... já os árabes e mesmo os pretos escravizaram os próprios pretos) e que se entitulou raça superior. Hoje em dia continua a haver racismo, mas é um racismo completamente selectivo, um racismo ocidental. Agora só se ouve falar de racismo quando é qualquer coisa que o branco faz a outra raça qualquer e nunca o contrário. Conjecturas do politicamente correcto, quiçá. Agora o que também não deixa de ser verdade é muitos pretos - e eu conheço muitos - afirmarem que os mulatos também são considerados pretos. Considerados por quem? Nem todos partilham a mesma opinião, aliás, não faz sentido que alguém que também tenha sangue de branco seja considerado preto. 25% do meu sangue é chinês e eu não me considero branco por 75% de mim ser de raça branca, ainda que fisicamente eu seja branco mas sou mestiço.
    Os pretos não contribuíram para o desenvolvimento do mundo e não estou a ser racista por fazer tal afirmação, a História confirma-o. Basta repararmos na situação dos países africanos ou nos países onde existem grande população preta. O politicamente correcto incita-nos a dizer que os pretos são discriminados e que não têm as mesmas oportunidades que os brancos... mas isso é no Ocidente e mesmo assim não deixa de ser um caso paradigmático, pois eles lá são mais beneficiados e protegidos que os próprios brancos. E em África, porque é que as coisas não funcionam tendo eles tudo para terem países prósperos? Antes das independências dos países africanos, ou seja, quando lá mandavam os brancos, havia progresso, havia futuro, não havia fome. O meu velho esteve no Ultramar, em Moçambique, antes do 25 de Abril, e viu um país cheio de futuro, com imensas potencialidades, era das maiores potências africanas juntamente com Angola e imediatamente atrás da África do Sul (governada por brancos...), todos tinham trabalho e ninguém passava fome. Depois da independência, correram com os brancos a tiro, roubaram tudo o que lá produziram, destruíram tudo e agora vivem de ajudas... dos brancos. Comparemos por exemplo a cidade de Roma de há 2000 anos atrás, uma cidade pujante com autênticas obras de arte e de arquitectura, com África das cabanas dos dias de hoje. O mundo não é completamente desenvolvido. Este é um mundo de duas (ou mais) velocidades. Por um lado o Ocidente desenvolvido e por outro uma África, partes da Ásia e da América completamente primitivas. Há pessoas no mundo altamente sofisticadas que fazem compras nos maiores centros comerciais e outras que ainda vão à caça dos animais para os comerem. É esta a realidade que ninguém pode negar.
    E para dizer a verdade ninguém é 100% puro. Até nós, portugueses, derivamos duma mistura de povos: fenícios, celta-iberos, visigodos, mouros. Mas, no cômputo geral, a maioria do povo português é de raça branca. Até porque uma coisa é a raça e outra coisa é a etnia.
    A mim o que me irrita mesmo - e afirmo que não sou racista - é os pretos poderem orgulhar-se publicamente que são pretos e isso ser muito bonito, e os brancos não poderem fazer o mesmo porque são logo rotulados de racistas. Se os pretos ouvem músicas que enaltecem o orgulho preto, tudo bem; se um branco ouve músicas pró-branco, é racismo. Se um colégio só aceita pretos, é normal; se um colégio só aceita brancos é um colégio racista. Irrita-me o complexo de inferioridade que muitos dos pretos demonstram. Eles é que se vitimizam.
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.