Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

05.03.21

Não sei para onde vou, sei que não vou por aí

Dylan
    A proposta da Comissão Europeia em criar um passaporte de vacinação para viajar é discriminatório para não dizer degradante, isto vindo de uma entidade que se bate por condições de igualdade de tratamento para todos. O certificado de imunidade parece um perigoso sistema de castas entre cidadãos, "os puros e vacinados", contra os "impuros" que não vão conseguir as doses ou porque estão no pleno direito de não serem vacinados. Nem vou questionar as provas científicas da (...)
28.02.21

Retorno a Entre os Rios

Dylan
Vinte anos depois da tragédia e duas novas pontes que se seguiram, regressei a Entre-os-Rios e vi que nada mudou. Uma variante rodoviária que leva a lado nenhum prova que as prometidas acessibilidades nunca apareceram. Castelo de Paiva, a menos de 50 quilómetros do Porto, é o exemplo do isolamento votado pelos detentores de cargos políticos que passaram impunemente entre os pingos da chuva daquela fatídica noite. Não foi só a coluna que servia de suporte à Ponte Hintze Ribeiro (...)
14.02.21

Cansado de coronas

Dylan
Estou farto dos "amigos do Corona", mais preocupados em fomentar guerras no futebol e chorarem por um jogador pago a peso de ouro "transformado num saco de batatas", em vez de recearam pelo seu próprio futuro económico e social afectado pela pandemia. Ameaçam e rasgam as vestes por causa do pontapé na bola mas tornam-se submissos perante o milésimo estado de emergência que corta liberdades e provoca fome. Estou cansado dos matemáticos que se esquecem dos quase 1 milhão de (...)
08.02.21

Os fascistas do futuro

Dylan
  Não tenho qualquer simpatia por André Ventura nem pelo seu partido mas desatei a rir quando soube que Ana Gomes quer ilegalizar o Chega por causa da sua ideologia ligada à extrema direita, isto vindo de alguém com um passado ligado a um partido de extrema esquerda, sem falar no desrespeito para com meio milhão de portugueses que votaram nas últimas presidenciais, a não ser que considere que existe igual número de fascistas em Portugal, nomeadamente no Alentejo. Alguém disse (...)
07.02.21

O sósia

Dylan
  No início de época, o Benfica foi buscar o sósia de Jorge Jesus ao Brasil, só assim se explica que alguém muito parecido consiga, ao fim da primeira volta do campeonato, ter colocado o clube no quarto lugar e a 11 pontos da liderança, algo que não acontecia há 20 anos. Os apóstolos são fracos, os milagres acabaram, o aparente messias já não berra com os vendilhões do clube, não cura os enfermos do plantel e nem mesmo com a ausência temporária de Jesus o Deus pai salva (...)
31.01.21

O Novo Estado

Dylan
    Os quase 500 mil votos que André Ventura recebeu nas últimas eleições presidenciais escandalizou muita gente que considera a extrema-direita uma ameaça à própria democracia, pois é sinónimo de totalitarismo e desprezadora das liberdades individuais. No entanto, quando repetimos pela décima vez o Estado de Emergência, esses cidadãos indignados submetem-se a uma ditadura sanitária que suspende o exercício de direitos, liberdades e garantias.  Ficam confortáveis com a (...)
25.01.21

Disrupções presidenciais

Dylan
As eleições presidenciais mostraram que a candidatura de Ana Gomes foi um erro de casting, até Herman José teria melhores resultados, com a certeza que daqui a cinco anos vão apostar no hacker Rui Pinto para Presidente da República. Antigamente, havia o "partido do táxi", agora, o Bloco de Esquerda e o PCP prometem transformar-se no "partido do tuk-tuk". Depois das inúmeras críticas aos jantares-comício de André Ventura, o líder do Chega desta vez cumpriu as recomendações da (...)
22.01.21

A variante da desgraça

Dylan
Deve ser caso único, um Governo fechar escolas por causa da pressão de um Presidente da República, de uma comunicação social irracional, de uma sociedade em pânico - mas que já não se importa com os aglomerados nas urnas de voto -, de docentes e pais ansiosos que transmitem medo aos filhos, para reconhecerem que afinal "as escolas não são nem foram o principal foco de transmissão". Já vamos na variante, um novo traçado para a miséria e desgraça que não oferece caminho (...)
17.01.21

Regresso ao futuro

Dylan
Num suposto dia de confinamento, ao ver imagens de milhares de pessoas exercerem o direito de voto antecipado em longas filas, muitas delas sem distanciamento físico algum, potenciando o aumento de infecções da Covid-19, pensei tratar-se de uma cena do filme Regresso ao Futuro, viajando no tempo para um mundo totalmente novo onde o perigo da pandemia já não existia pois a população estava imunizada. Regressando nessa máquina do tempo a 2020, consegui ver que alguns daqueles que se (...)
11.01.21

Pela coerência, mantenha-se em casa

Dylan
    Um surto de Covid-19 infectou algumas monjas que vivem em celas, sem contactos com o exterior, enclausuradas num mosteiro em Campo Maior. Isto para dizer que um vírus respiratório ultrapassa todas as barreiras, mas mesmo assim estamos dispostos a aceitar um novo confinamento limitador das liberdades que vai trazer depressão, pobreza, desemprego, insolvências, colapsando a economia e sobrecarregando a segurança social, apesar de alguns responsáveis da Organização Mundial de (...)