Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

O último Natal

george.jpg

 

 

A ironia de morrer no dia 25 de Dezembro, quando uma das suas canções mais famosas era sobre a época natalícia, tocando nas rádios ano após ano. Pode ter sido o último Natal de George Michael (Last Christmas), mas perdurarão eternamente as boas memórias dos maravilhosos anos 80, de despreocupações, da moda da ganga rasgada e do brinco em forma de cruz, na orelha. Nos anos 90 reinventou-se mas manteve a qualidade da sua composição musical, décadas de bandas sonoras de muitas vidas produzidas por um dos maiores músicos da pop do século XX.

Um clube diferente

 

sporting.jpg

 

É um clube diferente, com um presidente assalariado e uma equipa técnica paga a peso de ouro. A três meses das eleições para a presidência, os sócios estão anestesiados com vapor e não reagem perante tantos acontecimentos que envergonha o clube. O outrora grande Sporting é gerido por populistas que inflacionam o número de títulos, que copiam o que os outros fazem e têm uma obsessão doentia pelo vermelho. Continuam a jogar à roleta russa, prometendo mundos e fundos, e elas depois "Doyen" que se farta, à espera do afundanço total, na tabela e nas finanças do clube.   

Soares é fixe!

soares.jpg

 

Bastou Mário Soares cair numa cama de um hospital para logo se soltar uma série de comentários odiosos. Soares sempre foi assim, uma pedra solta na engrenagem dos interesses pessoais de muita gente conotada com a direita. Não lhe perdoam o combate ao Estado Novo e o facto de ter voltado as costas aos comunistas e à extrema-esquerda, em 25 de Novembro de 1975. E reconhecendo que a inevitável descolonização ultramarina poderia ter sido feita de outra maneira, Soares é fixe, permite que qualquer ressabiado o calunie, debaixo da liberdade e da democracia que ele ajudou a construir e que pagou com a prisão e deportação. 

O Cavaleiro da Triste Figura

resumo-do-livro-dom-quixote-de-la-mancha.jpg

O líder do PSD acusou o PS de fazer "triste figura" ao dizer "coisas incongruentes"  e "ridículas" para agradar a clientelas. Deve haver aqui alguma troca de protagonista porque ultimamente Passos Coelho tem encarnado o papel do Cavaleiro da Triste Figura, personagem da estória de Cervantes. Sem Dulcineia que rejeita nova aliança à Direita, mas com a companhia dos seus fieis escudeiros e de Sancho, pança de todos aqueles que governaram quixotescamente durante quatro penosos anos, vem agora lutar contra moinhos de vento, imaginando o Diabo. De bandeira na lapela e discurso gasto monta o velho Rocinante, mas ao esquecer-se de olhar para trás, não repara nos outros cavaleiros que querem tomar o seu lugar no partido.  

A História não o absolverá

fidel-castro-600.jpg

 

A história de Cuba é clara como as águas das Caraíbas: substituiu-se um ditador de direita, Batista, por um de esquerda, Fidel. Para alguns, parece que existem ditadores bons e maus, consoante a costela política. Canonize-se então Fidel castrador das liberdades individuais porque alfabetizou o povo e promoveu a saúde grátis. Mas a História não absolverá quem, em nome da prometida revolução humanista, executou pessoas, prendeu quem tinha ideias políticas diferentes, ordenava trabalhos forçados, exílios e perseguições só porque alguém tinha uma orientação sexual diferente. Agora sim, Cuba é livre! 

O verdadeiro herói

NUNES.jpg

 

Enquanto se continua a homenagear os "heróis do Euro" com medalhas da cidade, atribuindo-se o nome de cromos da bola a aeroportos, e, imagine-se, até erguendo estátuas de bronze, esquecemo-nos "daqueles que por obras valerosas se vão da lei da morte libertando". É o caso do jovem Mário Nunes, o primeiro português a viajar para a Síria para lutar contra o Estado Islâmico e que abandonou tudo por causa de um ideal: combater o mal para ajudar a formar um mundo melhor. O verdadeiro herói é assim, solidário, despojado, quase anónimo  e até ignorado mas que prefere morrer a não fazer nada.

O fugitivo

pedro.png

Quero felicitar o fugitivo Pedro Dias, o suspeito dos homicídios de Aguiar da Beira, por ter prestado serviços relevantes ao Estado. Desde logo, penso que daria um excelente ministro das finanças pois nem toda a gente consegue viver 29 dias com 60 euros. Depois, o contributo ao turismo, viajando num raio de 200 quilómetros pelo interior do país degustando a bela castanha transmontana e fazendo couchsurfing ao partilhar a casa das pessoas. Apesar de ter poupado nas dormidas, impulsionou a hotelaria tal foi a azáfama de dezenas de jornalistas em busca do rasto perdido, e, por fim, deu um novo fôlego à arte do ilusionismo: num gozo supremo aparecia e desaparecia em locais improváveis, entregando-se bem vestido, barbeado e perfumado! 

Mundo de trampa

trump com o dedo no gatilho.jpg

A terra da liberdade é assim mesmo, permite que um qualquer louco com ideias contrárias à própria Constituição americana seja presidente do país. Esta espécie de Tiririca milionário vai tornar o mundo mais perigoso, mais intolerante, um mundo com muros, discriminação e machismo. Um colector que recolhe a trampa toda, da extrema direita ao nacionalismo exacerbado, os frustrados da esquerda e da direita, com a particularidade deste homem ameaçador ter dedos nervosos, um no gatilho e o outro na bomba nuclear.

A bala perdida

Hugo Ermano da GNR 2.jpg

Hugo Ernano, o militar da GNR que foi condenado a pagar 55 mil euros de indemnização por ter morto acidentalmente um jovem que acompanhava  o pai, num assalto, entregou o dinheiro que foi conseguido através da solidariedade de 6000 pessoas. Os cidadãos já fizeram o seu julgamento: aplicaram a pena de censura ao magistrado e inocentaram o agente de autoridade. É tão difícil para um juiz perceber que a sua sentença é desproporcionada e levou um agente e a sua família quase à miséria? É digno de um Estado, através do Ministério da Administração Interna, ter aberto um processo disciplinar e ter suspendido o militar, abandonando-o à sua sorte quando deveria ser protegido? Não será que a justiça deu um sinal claro que afinal o crime compensa, que não se deve agir contra os criminosos para evitar balas perdidas?

 

 

Teoria da evolução do futebol

macacoides.jpg

 

 

Antigamente os grunhos iam ao futebol e relatavam a delinquência em livros, mas agora até têm uma equipa de futebol de "canela até ao pescoço" a competir na divisão distrital. Em tempos passados, os broncos davam uns sopapos aos árbitros em centros comerciais, agora ameaçam-nos cobardemente por telemóvel, nas redes sociais ou através dos meios de comunicação do clube. O troglodita, outrora marginalizado, diz-se legalizado, e evoluiu para chefe de família, comentador, político, músico, advogado, empresário e até sopeira de casa, mas aquilo em que nunca se vai transformar é numa espécie que saiba perder.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D