Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

DYLAN´S WORLD

"Fui à floresta viver de livre vontade, para sugar o tutano da vida. Aniquilar tudo o que não era vida. Para, quando morrer, não descobrir que não vivi". (Henry David Thoreau)

Da dignidade

parvo.jpg

Podia tratar-se daquela empresa de climatização, das caldeiras, mas não, quem aqueceu o ambiente foi Juncker, o presidente da Comissão Europeia, ao dizer, contristado, que a "troika pecou contra a dignidade dos portugueses e dos que atravessaram um vale de lágrimas". Logo surgiu o chefe do Governo e os seus lacaios contestando pois "nunca permitiria que a dignidade de Portugal e dos portugueses estivesse em causa". Estranho a faceta deste nosso político, deve ter-se esquecido que ajudou à entrada da troika, não se lembra do milhão de honrados desempregados que criou, dos briosos 300 mil portugueses que obrigou a emigrar, de milhares de beneméritas lojas e restaurantes que ajudou a fechar por causa do aumento do IVA e subida das rendas. Já que nos proporcionou uma vida tão digna, de pobreza envergonhada, de grande cargas fiscais, de cortes de salários e subsídios de natal, já que deu o ensejo aos pais, aos avós, de passarem a ajudar monetariamente os filhos e os netos, não seria também um exemplo de grande dignidade se apresentasse a sua demissão?

 

Mal pagos e desmotivados

contrato_de_trabalho.gif

Passou despercebida a notícia de que a remuneração mensal dos representantes do poder legislativo, vulgo político, e dos dirigentes superiores da Administração Pública, tinha aumentado em comparação com a estagnação verificada nos ordenados médios dos funcionários públicos, desde 2011. Mais um insulto para a classe que tem pago a crise, que tem levado com cortes salariais, rescisões por mútuo acordo, despedimentos, progressões na carreira congeladas, colocados no quadro de excedentários e tendo sido aumentados no horário de trabalho semanal. Cada vez mais parecidos com o sector privado onde as chefias com mirabolantes vencimentos se protegem através de canudos pomposos, onde o vulgar empregado, verdadeiro dínamo de qualquer empresa, é pouco reconhecido, mal pago e desmotivado.

Obviamente demitidos

hd.jpg

Quando passam 50 anos sobre o aniversário do assassinato de Humberto Delgado e existe a proposta para atribuir o seu nome ao Aeroporto da Portela, era interessante reescrever a história, saber o que aconteceria se as eleições presidenciais de 1958 não fossem forjadas. O General não só afrontou o regime que admirou no passado mas amedrontou-o, pois a partir dessa data o presidente seria anunciado por decreto, jamais pelo voto. Ainda foi a tempo de reparar esse devaneio, mal percebeu, em terras americanas e democratas, que o Estado Novo escondia algo de podre, sendo memoráveis os seus comícios que arrastavam multidões e agitavam a cobarde polícia política, pois os cidadãos acreditavam numa alternativa à ditadura. E se ainda hoje existem mentes pidescas, salazaristas, saudosistas, saibam que, "obviamente estão demitidos" pela maioria dos indivíduos deste Estado Livre que Humberto Delgado ajudou a construir.

Irmãos desavindos

cosme.png

Eu sei que nunca serão os tempos de Cosme Damião e Francisco Stromp, dos irmãos que raramente estavam desavindos, eu sei que talvez nunca haverá homens apaziguadores como Borges Coutinho e João Rocha, mas a atitude do actual presidente do Sporting em cortar relações institucionais com o Benfica é triste e tacanha, tudo porque os encarnados não condenaram as atitudes dos seus adeptos, faixas e cânticos insultuosos aquando de jogos entre as duas equipas. Suponho que para este senhor as faixas verdes têm mais bom gosto, os cânticos e as atitudes dos seus adeptos são mais poéticos e elegantes, isto para alguém que recentemente mostrou a sua classe ao considerar o futebol português como  um "ânus mal cheiroso", que esteve por um triz de despedir o treinador através de uma inédita "justa causa" e que interpôs acções judiciais contra a antiga administração do clube. Persiga-se os hooligans, todos aqueles que destroem o desporto, de norte a sul do país, e outros que vêem de forma encapotada cultivando a semente do ódio.

 

Flexibilidade na saúde

urgencia.jpg

Face às recentes mortes de utentes em serviços de urgência hospitalar, o Ministério da Saúde autorizou os enfermeiros a pedir exames complementares de diagnóstico na triagem das urgências, isto depois de já ter sido falado a possibilidade de ministrarem analgésicos a esses doentes. Eis o exemplo duma espécie de flexibilidade laboral impulsionada por este Governo, fugidio das suas responsabilidades ao delapidar o Serviço Nacional de Saúde, dispensando os recursos humanos, degradando as condições de trabalho em nome do "aperto do cinto". Não faltará muito para vermos num Hospital um auxiliar a prescrever receitas, um vigilante servindo como consultor médico e um funcionário de limpeza que dá pareceres técnicos e diagnostica doenças!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D